V Jornadas da Saúde, do Social e da Educação

V Jornadas da Saúde, do Social e da Educação

dos murros no estômago, que devem ser transformados em oportunidade de sermos gente melhor…

Hoje tive oportunidade de assistir, no âmbito das V Jornadas da Saúde, do Social e da Educação do Concelho de Salvaterra de Magos, a um encontro com a “Pais em Rede” – ONG de Apoio às famílias com crianças e jovens com deficiência. Com a Julia Pimentel, a Helena Sabino a Sofia Mota e a Rita Dezoito tivemos oportunidade de perceber o gigantesco combate que estas pessoas, famílias e organizações tem diariamente.

Perante a “falência” do estado, que se não é a esta gente que estado serve, a quem é? foi uma das perguntas que deixei numa reflexão crítica sobre a forma como falhamos a esta gente, gente como nós, mas que precisa de de superar todos os minutos para ultrapassar barreiras, a primeira das quais a da indiferença. De acordo com os dados estatísticos devíamos-no cruzar com um cidadão com deficiência a cada esquina, se me permitem a expressão. Onde é que eles estão? Temos enquanto comunidade, devidamente organizada ou individualmente considerada, feito tudo o que está ao nosso alcance para promover todos os direitos e deveres que gente como nós tem? Tivemos ainda oportunidade de sumariamente ficar a conhecer o projecto Sintra Inclui, uma das boas práticas municipais que importa replicar em todo o país.

Partilhar, colaborar, procurar respostas de proximidade, criar rede, reforçar competências, facilitar, acelerar, informar, capacitar, são algumas das palavras chaves para tornar as comunidades mais inclusivas…afinal de contas eles são gente como nós! Diferentes e Especiais…mas, gente como nós!!

Anúncios