Atividade Parlamentar | Requerimento/Pergunta

Destinatário: Ministério do Ambiente e da Transição Energética

Assunto: Poluição da Ribeira da Boa Água (Torres Novas)

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia da República

Os fenómenos de poluição na denominada ribeira da Boa Água (afluente do rio Almonda, no concelho de Torres Novas) conduzem a um alarme social e a preocupações no ambiente, na economia e na saúde pública. É uma questão com muitos anos e que, por isso, atravessou Governos ainda sem resolução.

Ao longo desta legislatura este processo foi debatido na Assembleia da República em diversos momentos, sendo de sublinhar a Petição no218/XIII/2 com um alargado número de subscritores que foi debatida em plenário, tendo levado à apresentação de vários projetos de resolução, entre eles o Projeto de Resolução 986/XIII/3 do Grupo Parlamentar do Partido Socialista.

O Governo, ao longo da legislatura, tem-se mostrado disponível para a fiscalização e soluções necessárias, cumprindo a Resolução da Assembleia 209 de 2017. No passado dia 18 de fevereiro, os deputados eleitos pelo distrito de Santarém, foram convidados a visualizar os focos de poluição e a auscultar a população.

Assim sendo, e ao abrigo do disposto na alínea d) do artigo 156.o da Constituição da República Portuguesa, e da alínea d) do n.o 1 do art.o 4.o e nos termos do art.o 229o, ambos do Regimento da Assembleia da República, vimos através de V. Exa, perguntar, em nome do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, ao Ministro do Ambiente e da Transição Energética:

• Quais os resultados e conclusões retiradas das diversas diligências efetuadas?

• Que novas medidas estão a ser preparadas com vista à resolução deste problema?

• São conhecidos dados dos eventuais impactos desta problemática na saúde pública?

Palácio de São Bento, 20 de fevereiro de 2019

Deputado(a)s
Hugo Costa, António Gameiro, Maria Lopes

18033287_1343398129081570_8631889413067157680_n

Anúncios

Gold Award

Há neste Centro muito do Ribatejo!
45590051_2374603629235135_6744558106082017280_n
 
“A campanha promocional “Turismo Centro Portugal – Visitar e Ficar é Ajudar”, do Turismo Centro de Portugal, foi uma das grandes vencedoras dos prestigiados Prémios Internacionais de Viagem e Turismo “International Travel & Tourism Awards”, atribuídos em Londres. A campanha recebeu o Gold Award, equivalente ao primeiro lugar, na categoria “Best National Tourism Board / Destination Marketing Organisation Campaign” (Melhor Campanha de Entidade Turística ou de Destino Nacional)”
 
(by: Turismo Centro de Portugal)

Águas do Ribatejo – Contas 2016

Águas do Ribatejo aumenta clientes e termina 2016 com saldo positivo

aguas_ribatejo_gestao

A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo (AR), que gere o saneamento e abastecimento de água nos concelhos de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas, terminou o ano 2016 com mais clientes, contrariando a tendência dos últimos anos, e com um aumento de 3,8 % do resultado líquido, atingindo 1,592 milhões de euros.

“O ano de 2016 representou o início de um novo ciclo na vida da empresa. Após a conclusão dos grandes projetos de infraestruturação executados pela empresa, o foco passou a estar muito mais centrado nos aspetos relacionados com a eficiência”, explica o presidente do Conselho de Administração da AR, Francisco Oliveira.

Ainda assim, no decurso do ano de 2016, teve início a execução de várias Operações apoiadas pelo POSEUR, destacando-se as referentes à intervenção na ETAR de Almeirim / Alpiarça, à construção dos subsistemas de saneamento de Chancelaria / Pedrógão e Lapas / Ribeira Branca, ambos no Concelho de Torres Novas e às remodelações das ETAR da Quinta do Papelão e da Murteira, ambas no concelho de Benavente.

Com o investimento realizado em 2016, o valor global investido desde a criação da empresa, em 2007, ascende já a mais de 115 Milhões de Euros, o que representa cerca de 88% do valor do investimento previsto até final de 2017.

Francisco Oliveira destaca que há ainda um conjunto importante de intervenções na área do saneamento para realizar, especialmente no Concelho de Torres Novas onde estão em curso investimentos superiores a 10 Milhões de Euros.

O Presidente do Conselho de Administração da AR alertou para a necessidade de alguma contenção no ritmo dos investimentos “porque os financiamentos comunitários a fundo perdido, são muito menos do que no passado, razão pela qual o ritmo e calendário de execução dos investimentos tem de ser ajustado a esta nova realidade”.

O Relatório de Gestão e Contas foi aprovado por unanimidade na quinta-feira, 30 de março.

Fonte: Rede Regional